Gigantes da Série A contratam mais de 100 jogadores e gastam R$ 600 milhões

A temporada do futebol brasileiro está de volta com seus respectivos estaduais. O São Paulo, por sinal, estreia no Campeonato Paulista neste sábado 920), contra o Santo André, no MorumBIS, às 20h.

O Tricolor deve ir forte para esta temporada, que promete ser ainda mais difícil do que as outras. Isso porque segundo um levantamento realizado pelo portal Globo Esporte, os 20 clubes da Série A do Brasileirão gastaram o total de R$ 615 milhões em 111 contratações até aqui.

Os clubes que mais gastaram, em milhões de reais, foram:  Corinthians (122 ),Flamengo (79), Palmeiras (77,5), São Paulo (50,2) e Bahia (48,5). Internacional, Vasco, Fortaleza, Botafogo e Atlético-MG também entram na lista como destaques.

Em relação a quantidade de atletas contratados, três times que subiram à elite são os líderes. O Vitória conta com 14 reforços, o Juventude possui 13 e o Atlético-GO fecha com 12. Do outro lado da classificação, Atlético-MG e Flamengo só contrataram um jogador cada: Gustavo Scarpa, pelo Galo, e Nicolas De La Cruz, pelo Rubro-Negro.

Contudo, ambos gastaram R$ 100 milhões juntos. Para conseguir os serviços de Scarpa, os mineiros desembolsaram 5 milhões de euros (cerca de 27 milhões de reais). Já o Flamengo abriu de vez os cofres e investiu incríveis 16 milhões de dólares (cerca de 79 milhões de reais). 

Por enquanto, o time que mais gastou até agora foi o Corinthians, que está sob o comando da nova gestão, liderada por Augusto Mello. O mandatário prometeu uma equipe forte em 2024, e já reforçou o time com Rodrigo Garro, Raniele, Félix Torres e Gustavo Henrique, que custaram cerca de R$ 122 milhões somados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A tendência é que o Flamengo passe o Corinthians, já que está mirando as contratações do zagueiro Léo Ortiz, do Red Bull Bragantino, e do lateral-esquerdo Matías Viña, que pertence a Roma mas está emprestado ao Sassuolo, também da Itália.

Por outro lado, o São Paulo não engloba os que mais gastaram, apesar de também ter se movimentado bem no mercado. O Tricolor desembolsou R$ 50,2 milhões nas contratações de Ferraresi, Damián Bobadilla e Ferreirinha, além de Luiz Gustavo e Erick, que vieram de graça (fim de contrato), ou seja, o clube só gastou em salários e luvas.