Galoppo não poupa palavras sobre juiz após gol anulado do São Paulo

Nesta terça-feira (23), o São Paulo ficou apenas no empate em 1 a 1 diante do Mirassol, fora de casa, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O único gol tricolor foi marcado pelo argentino Giuliano Galoppo, de pênalti, que voltou aos gramados após ficar nove meses fora de ação.

O meia, que iniciou muito bem a temporada passada, sofreu uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho em março do ano passado, no duelo contra o Água Santa, pelas quartas de final do Estadual.

Apesar do gol em seu retorno, o SPFC poderia ter saído com a vitória. Isso porque Galoppo colocou outra bola na rede, que acabou sendo anulada pelo árbitro. Na ocasião, o VAR recomendou a revisão por achar que Calleri atrapalhou o goleiro Muralha após o chute de fora de área do meia são-paulino.

“Não vamos contentes para casa, porque acho que podíamos ganhar o jogo, ainda mais com esse gol, um impedimento muito duvidoso. O goleiro não chegava nem pulando antes, mas o juiz deu esse impedimento. Não acredito que era para anular esse gol. O grupo deu tudo e vamos continuar trabalhando para não deixar mais pontos no caminho”, iniciou Galoppo.

Galoppo saiu claramente descontente com a atuação da arbitragem, e continuou defendendo que o goleiro adversário não chegaria na bola. Todavia, salientou que o time também tem o potencial de jogar ainda mais.

“Fica um sabor meio amargo, porque foi um belo gol, o goleiro não chegava na bola. Estamos com raiva, porque não acreditamos nesse gol impedido. Mas, temos que fazer autocrítica, poderíamos jogar mais. Temos que retomar o alto nível, temos uma final em poucos dias e que isso não aconteça outra vez”, continuou o argentino.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Galoppo destaca que todos estão unidos pelo SPFC

Questionado sobre sua titularidade, Galoppo foi bem claro. Todos estão unidos para ajudar o São Paulo ao máximo, não importa quem começa jogando, seja ele, James Rodríguez, Luciano ou qualquer outro.

“Realmente quem joga tenta fazer o melhor sempre. Aqui não é Galoppo, James ou Luciano, aqui é São Paulo. Acho que todo mundo entende isso e quem joga tenta fazer o melhor”, finalizou.

O São Paulo volta a campo neste sábado (27), às 18h, diante da Portuguesa, no Morumbis, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.