Gabigol disse sim para assinar com o São Paulo

Neste domingo (17), São Paulo e Flamengo irão se enfrentar pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil, no Maracanã. O Tricolor quer levantar a taça pela primeira vez, mas conta com o bom elenco do adversário que pode causar problemas. São diversas estrelas, e dentre elas está a Gabigol.

Em entrevista ao ‘Podpah’, o atacante contou bastidores de sua saída da Inter de Milão, da Itália, ao Benfica, de Portugal. Apesar da preferência ser o Santos, a situação financeira do clube era das piores.

“A Inter não me deixava fazer o que eu queria. Sempre quis vir para o Santos, não queria ir para o Benfica. Querer, eu queria, mas sabia que lá [em Portugal] era mais difícil de poder jogar. Mas, topei, experiência nova, aprender mais, não queria ficar na Inter. Mas, minha vontade, sempre foi vir para o Santos, só que na época o Santos estava quebrado, ainda está”, disse.

O atleta revelou que chegou a conversar com o São Paulo antes de se transferir ao Flamengo, e que toparia o desafio de jogar no Morumbi, já que ele realmente estava disposto a voltar ao Brasil.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Conversei com Corinthians, São Paulo, alguns outros times. Eu queria voltar para o Brasil. Poderia ficar na Europa e jogar em outros times, tive proposta da Espanha, mas queria vir para o Brasil, estava decidido. Queria vir para a minha casa, estar perto dos meus pais, dos meus amigos”, completou.

Gabigol já jogou pelo SPFC

Antes de se destacar nas categorias de base do Santos, Gabigol chegou a defender o manto tricolor ainda quando era criança, quando jogou no futsal. Entretanto, a distância entre sua casa e o Morumbi era longa, e segundo ele, não houve apoio do clube.

“O São Paulo não dava estrutura boa para mim, pegava três ônibus pra ir treinar todo dia. Morava em São Bernardo, não tinha dinheiro, três ônibus. Aí apareceu o Santos. O Santos me deu um ‘apêzinho’ e um salário. Aí minha família se mudou para Santos. Eu tinha oito anos”, concluiu.