Fred “Desimpedidos” revela que perdeu após se posicionar sobre Daniel Alves

Na última terça-feira (4), o jornalista e influenciador Fred, do canal Desimpedidos, participou do programa Provoca, apresentado por Marcelo Tas. Durante a comversa, ele comentou sobre os casos de Daniel ALves e Robinho, ambos condenados por estupro. Ele relembrou que perdeu muitos seguidores após ter se posicionado em relação aos ocorridos.

“Perdi muitos seguidores, 40 mil, só com esse post. Mas são 40 mil pessoas que não vão de acordo com aquilo que eu falo e que, honestamente, pra mim, não fazem a menor falta. As pessoas que refletiram através desse post, pra mim, valem muito mais (…) posso ter feito um homem refletir. Posso ter evitado que uma pessoa cometa um crime lá na frente”, disse.

Ainda em março deste ano, através de outra postagem em suas redes sociais, Fred expressou sua opinião dizendo que a Justiça havia feito sua parte, e que as duas condenações dos astros do futebol podem servir de exemplo.

“Eles foram investigados. Eles foram julgados e condenados. A justiça fez investigação, laudo, exame. Todas as provas eles tiveram pra condená-los. Eles têm que pagar pelo que eles fizeram. Eles são criminosos”, comentou.

Fred se tornou um dos maiores ícones da geração, principalmente para o público que acompanha futebol, e se tornou a principal estrela do Desimpedidos. Em meio a isso, ele comentou, em participação no Provoca,  sobre o poder que tem em suas mãos de influenciar milhões de pessoas 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O futebol me deu muita coisa, e eu acho que eu tô exatamente nesse momento de devolver para o futebol. Tem algumas gerações que realmente não tem como eu interferir, porque já estão com a cabeça moldada, e são pessoas que me xingam na internet e estou zero preocupado com isso, tô muito mais preocupado com o público jovem que me acompanha e que me ouve. Eu tenho um público masculino gigantesco por conta do futebol, então quero ser um aliado [das mulheres]”, completou.