Fracassou no São Paulo e humilhou o River Plate na Libertadores

Nesta terça-feira (7), Nacional-URU e River Plate-ARG ficaram no empate em 2 a 2, no Uruguai, em partida válida pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Um dos destaques iniciais do duelo foi o atacante Gonzalo Carneiro, que acumula passagem pelo São Paulo.

Os argentinos saíram na frente com gol de Borja (ex-Palmeiras) aos oito minutos da primeira etapa. Facundo Colírio marcou o segundo aos 30. Apesar disso, o Nacional não desistiu e contou com a estrela de Carneiro. 

O uruguaio marcou dois gols ( um de pênalti) e um intervalo de menos de três minutos e deixou tudo igual. Com o empate, o Nacional se manteve na segunda colocação do grupo, enquanto o River perdeu os 100% de aproveitamento.

Relembre a passagem de Carneiro pelo SPFC

Carneiro foi contratado pelo São Paulo em 2018 e surgiu como uma grande promessa do futebol uruguaio, já que tinha somente 23 anos de idade, por 800 mil dólares (cerca de R$ 2,6 milhões na época) junto ao Defensor Sporting. Apesar das expectativas, nunca rendeu o esperado no clube.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

É lembrado até hoje por conta da disputa de pênaltis contra o Palmeiras, que garantiu o SPFC na final do Campeonato Paulista de 2019. Em pleno Allianz Parque, Carneiro cobrou uma “cavadinha” e ajudou o Tricolor na semifinal.

Apesar disso, também viveu momentos sombrios no São Paulo. Ele foi suspenso por um ano longe dos gramados após teste positivo por uso de cocaína no antidoping. Recebeu oportunidades no clube posteriormente, mas novamente, não conseguiu se firmar. Deixou o clube após o final de contrato com 34 partidas disputadas e dois gols marcados.