Fortaleza se une ao São Paulo e promete entrar na Justiça contra Textor

Nesta segunda-feira (1°), John Textor, empresário e dono da SAF do Botafogo, voltou a comentar sobre um suposto esquema de manipulação dos resultados deste último Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o clube carioca chegou a liderar a competição por mais de 14 pontos de vantagem, mas o campeão acabou sendo o Palmeiras, que chegou ao bicampeonato. 

O mandatário do Botafogo chegou a fazer uma declaração polêmica dizendo que cinco jogadores do São Paulo teriam contribuído para o suposto esquema. Na ocasião, os atletas teriam manipulado o andamento da partida entre o Tricolor e o Palmeiras, no Allianz Parque, que marcou o início da sequência do Alviverde rumo ao título. O SPFC acabou derrotado por 5 a 0.

O Tricolor emitiu uma nota oficial falando sobre o assunto, no qual repudia as falas sem provas de Textor. O clube deve entrar com medidas cabíveis em breve contra o mandatário por conta de sua grave acusação.

Além do Soberano, John Textor também atacou o Fortaleza. O norte-americano diz que o clube cearense participou da manipulação dos resultados no duelo contra o Palmeiras no Brasileirão de 2022. Até agora nenhuma prova concreta foi apresentada pelo empresário.

Segundo John Textor, relatórios realizados por inteligência artificial provam que quatro atletas do Fortaleza  “excederam limites que estabelecem evidências claras e convincentes de manipulação de jogos”. Nesta partida, o Palmeiras já estava com o título ganho, independentemente do resultado, que acabou em uma goleada por 4 a 0. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fortaleza emite nota repudiando falas de John Textor

Assim como fez o São Paulo, o Fortaleza também emitiu uma nota condenando os comentários de John Textor, e prometeu entrar com medidas judiciais contra o norte-americano. Confira o que disse o clube cearense:

“O Fortaleza repudia de forma veemente as declarações do Sr. John Textor, dono da SAF do Botafogo, que acusa atletas do tricolor de estarem envolvidos em esquema de manipulação de resultados.

Lamentamos que essas afirmações proferidas, sem a apresentação de quaisquer provas, possam macular a reputação de nossa instituição centenária, gerando assim danos na imagem do clube. Não acreditamos nessa forma de fazer futebol, preferimos o caminho da verdade, e caso o Sr. John Textor tenha provas, que as apresente para que os culpados sejam punidos.

O Fortaleza Esporte Clube espera que, tudo seja esclarecido de forma legal, e caso necessário, tomará todas as medidas judiciais cabíveis.”