Forçou para sair do São Paulo e agora tá esquentando banco na Série B

O meia Patrick fez uma boa temporada em 2022 com o São Paulo, mas pediu para deixar o clube no começo do ano seguinte após desentendimentos com o então técnico Rogério Ceni. Atualmente no Santos, ele não vem tendo sequência na Série B.

Vale lembrar que ele foi uma das 20 contratações do clube da Vila Belmiro para esta temporada. O Santos terá que pagar US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) de forma parcelada ao Atlético-MG por seus serviços. 

Patrick desembarcou no litoral paulista em abril, mas até agora só entrou em campo em cinco oportunidades, todas do banco de reservas. Na derrota para o Botafogo-SP, ele sequer saiu do banco.

De acordo com informações do Globo Esporte, a comissão técnica do clube entende que o meia não tem o mesmo ritmo físico ideal em relação aos demais atletas. Desta forma, não tem como ele ganhar uma sequência..

Por sinal, não é só no Santos que Patrick vive má fase, já que antes, pelo Atlético, disputou somente três partidas. A última delas, inclusive, havia sido em 3 de março. Ele não era uma peça importante na equipe.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em meio a isso, o técnico Fábio Carille espera que ele possa dar a volta por cima e entrar em ritmo de jogo para que volte a ser utilizado com frequência. Enquanto isso, ele não deve ter tantos minutos. Patrick viajou junto a delegação para Londrina, onde o Santos se prepara para a partida contra o Novorizontino, nesta sexta-feira (7), às 21h (de Brasília), no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte. Ele deve começar no banco novamente.