Forçou a saída do São Paulo e agora vai ser dispensado pelo novo time

A temporada de 2022 do São Paulo foi um tanto quanto decepcionante por conta das duas finais perdidas (Paulistão e Copa Sul-Americana). Apesar disso, alguns jogadores conseguiram se destacar, como o meia Patrick, que foi importante na campanha finalista do torneio continental. 

O atleta viveu a melhor fase de sua carreira no Morumbi na temporada passada, e chegou a ser uma peça importante do time. Contudo, tudo foi por água abaixo após um desentendimento com o então técnico do clube na época, Rogério Ceni.

Na partida contra o Fluminense, no Maracanã, Rogério optou por substituir Patrick no intervalo do jogo. O meia se descontentou e ficou claramente irritado, gerando uma reação de Ceni, até que ambos discutiram de maneira acalorada e precisaram ser separados.

Após o final da temporada, o jogador demonstrou insatisfação e pediu para ser negociado, algo que veio a acontecer no começo deste ano, quando foi vendido ao Atlético-MG, então favorito a conquistar títulos importantes no ano.

Contudo, sua passagem pelo clube mineiro foi muito pior do que ele esperava. Atuou em 45 partidas, sendo a maioria delas saindo do banco, marcando apenas um gols e distribuindo duas assistências.Diante do baixo rendimento no ano, a tendência é que ele seja negociado e dispensado, segundo informações divulgadas pelo jornalista Alexandre Zanquetta.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Até agora, nenhum clube foi ligado a ele, até por conta de seu alto salário. Segundo Zanquetta, seus vencimentos chegam a incríveis R$ 900 mil mensais, algo fora da realidade para a maioria dos times do futebol brasileiro.