Fluminense decide quitar dívida com o São Paulo

O São Paulo vem aproveitando este período sem partidas para tratar de outros assuntos extra-campo. Um deles é em relação a compra do meia Michel Araújo, que está emprestado junto ao Fluminense até o final deste ano. O Tricolor quer se adiantar e não acontecer igual no ano passado, quando tomou um “chapéu” por Caio Paulista.

Dito isso, o Tricolor paulista irá exercer a opção de compra prevista no contrato de empréstimo do uruguaio. A boa notícia é que contará com um “desconto” por conta de uma dívida dos cariocas referente ao ex-volante Hudson.

O ex-jogador foi comprado em janeiro de 2020 e o Fluminense ainda deve o valor de R$ 2 milhões, que será descontado do montante da negociação de Michel Araújo. A ideia inicial era utilizar esse débito na aquisição em definitivo de Caio Paulista, que acabou indo para o Palmeiras.

Quanto o SPFC pagará por Michel Araújo

Nesta quinta-feira (6), os jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi entrevistaram o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte. O membro da diretoria confirmou a compra em definitivo de Michel Araújo e sobre a dívida com Hudson. O negócio deve ser selado na próxima semana.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Com o Fluminense está tudo acertado. Antecipamos, inclusive, a negociação. Estamos em troca de minutas de pagamento com o Fluminense. Envolveu também a questão do Hudson, já que o Fluminense tinha uma dívida conosco e houve uma composição. Conversamos hoje (quinta-feira, 6) com o empresário do Michel e está muitíssimo avançado. Para a próxima semana devemos fazer a renovação e finalizar a troca de minutas de contrato com o Fluminense”, disse.

Michel foi emprestado ao SPFC em março de 2023. O acordo prevê uma opção de compra em definitivo no valor de US$ 2 milhões (R$ 10,5 milhões) caso atinja algumas metas. A primeira seria a participação em 60% com mínimo de 45 minutos das partidas em 2023 e 2024. A segunda consiste na participação de 60% dos minutos da soma das partidas em 2024.