Flamengo dribla CBF e consegue reforço importante antes da final da Copa do Brasil

Nesta última quarta-feira (20), tanto o São Paulo quanto o Flamengo tropeçaram em seus duelos pelo Campeonato Brasileiro. O Tricolor, com seus reservas, perdeu por 2 a 1 para o Fortaleza, enquanto o Rubro-Negro, com time misto, empatou sem gols diante do Goiás.

Ambos os clubes só pensam na final da Copa do Brasil, e estão dispostos a fazerem de tudo para levantarem o troféu. Por um lado, o Flamengo ainda tem dúvidas em relação às voltas de Arrascaeta e Luiz Araújo. Por outro lado, ganhou um ótimo reforço para a decisão.

Trata-se de Gerson, que havia sido expulso contra o Athletico-PR nas quartas de final do torneio. Ele foi denunciado pelo artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que esclarece em “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”.

Ele foi julgado no final de agosto e posteriormente absolvido pela 1ª Comissão Disciplinar, cumprindo a suspensão na partida seguinte. Contudo, a Procuradoria do STJD recorreu a decisão.

O novo julgamento estava marcado para acontecer na última segunda-feira (18), mas, com medo de perdê-lo para o duelo contra o Tricolor, o Flamengo, de acordo com o portal ‘Globo Esporte’,  “propôs uma transação disciplinar (válida somente para denúncias de penas leves)”, algo que foi aceito.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

STJD aceita e Gerson deve ser titular contra o São Paulo

Ou seja, o clube realizou o pagamento à vista do valor da multa de R$ 100 mil para contar com o atleta na final, que deve começar como titular, assim como na partida de ida, disputada no Maracanã no último domingo (17), terminando em uma vitória do SPFC por 1 a 0.

O zagueiro Thiago Heleno, que estava envolvido na confusão com Gerson e  também foi expulso, foi liberado mediante ao pagamento de R$ 60 mil de multa do lado do Athletico-PR.

São Paulo e  Flamengo se enfrentam neste domingo (24), às 16h, no Morumbi. Como venceu a ida pelo placar mínimo, a equipe de Dorival Júnior tem a vantagem de jogar por um empate. Por outro lado, o Rubro-Negro precisa vencer por dois gols de diferença para levantar a taça. Em caso de vitória carioca por um gol, o campeão será coroado através da disputa de pênaltis.