Filho abandonado por ex-jogador do São Paulo sonha em conhecer o pai

Ídolo de Internacional, Roma e Seleção Brasileira, o ex-meia Paulo Roberto Falcão encerrou sua vitoriosa carreira como jogador profissional com as cores do São Paulo no ano de 1986. Antes de pendurar as chuteiras, o craque ainda ajudou o clube a conquistar o Campeonato Paulista e o Torneio dos Campeões Rio-São Paulo no ano anterior.

Quase 40 anos depois, Falcão se vê no meio de uma grande polêmica. No início do mês, o ex-jogador foi acusado de importunação sexual por uma funcionária do condomínio onde vivia no litoral de São Paulo. O episódio chegou a causar sua demissão do cargo de coordenador esportivo do Santos, onde trabalhava desde 2022.

Do outro lado do oceano atlântico, a notícia pegou de surpresa o italiano Giuseppe, de 42 anos. Filho de Falcão, ele concedeu entrevista exclusiva ao UOL Esporte e relatou que, apesar de não ter contato com o craque há quase quatro décadas, ainda sonha com uma aproximação com o pai.

“Eu gostaria de ter relação com meu pai. Gostaria que pudéssemos ter uma amizade, que é o que podemos ter hoje. Hoje tenho 42 anos, não vai ser exatamente uma relação de pai e filho. Meu pai não vai trocar minha fralda, ficar a madrugada acordado porque tenho febre. Esse tipo de experiência não volta mais”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sem contato com Falcão, com quem sua mãe teve relação nos tempos em que o jogador se tornou o “Rei de Roma”, Giuseppe recentemente também se tornou pai. O nome do filho ainda conta com uma homenagem ao avô: Pietro Falcão. O italiano ainda concluiu: “Ele poderia ter a satisfação de ser avô”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.