FIFA quebra a cara e Mundial de Clubes pode melar

Depois de anunciar a criação do novo Super Mundial de Clubes, as negociações de patrocínios da FIFA não estão rendendo o esperado até então. De acordo com o site Bloomberg, as conversas da entidade com a Apple esfriaram.

Ambas as partes estavam tentando chegar a um acordo depois da empresa enviar uma oferta de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,52 bilhões) pelos direitos de streaming da Copa do Mundo de Clubes. Logo, a competição passaria na Apple TV.

Um acordo ainda está longe de ser alcançado já que a FIFA continua pedindo US$ 4 bilhões para fechar o negócio. Por conta da oferta, a entidade entrou em contato com os clubes para saber do possível interesse em realizarem uma negociação com base regional.

“A Fifa mantém diálogo com as principais contrapartes envolvidas, incluindo potenciais meios de comunicação, parceiros comerciais e, claro, os próprios clubes”, disse a federação de futebol.

Vale lembrar que o novo Mundial de Clubes terá a sua primeira edição na metade de 2025, e será realizado nos Estados Unidos. Ao todo, 32 clubes participarão do torneio, em formato exato ao da Copa do Mundo, ou seja, será realizado de quatro em quatro anos. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A FIFA espera tornar o Mundial como um “aquecimento” para o Mundial de 2026, que será disputado nos Estados Unidos, México e Canadá. Entretanto, as demais ligas de todo o mundo se mostraram contra o torneio, muito pro conta do calendário, que já é apertado para todos os lados.