FIFA pode “punir” o Corinthians em caso de rebaixamento

FIFA

Na última semana, foi divulgado que um novo jogo de futebol será lançado visando a Copa do Mundo de 2026. O game se chamaria ‘FIFA 2K251 e seria produzido pela 2K e Take-Two Interactive. A produtora fechou um acordo com a maior entidade do mundo (FIFA) pelos direitos do nome do game.

Por sinal, essa versão pode contar com uma novidade para lá de importante para os brasileiros, já que os clubes da Série A podem estar presentes. Contudo, a previsão é que os clubes da segunda divisão não estejam presentes. Logo, os quatro rebaixados nesta temporada não serão utilizáveis, ao contrário dos que garantirem suas vagas na elite.

O Campeonato Brasileiro está no começo, mas mesmo assim, algumas equipes já abriram os olhos. É o caso do próprio Corinthians, que vive má fase e está pressionado pela torcida. Além dos paulistas, o Fluminense, Vitória, Grêmio e Vasco também correm perigo.

Negociações no Brasil são diferentes em relação ao resto do mundo

Há uma diferença notável no modelo de negociação entre a empresa, FIFA e os jogadores. No Brasil, cada clube precisa negociar de forma individual os direitos de imagem de seus jogadores.  Consequentemente, as empresas precisam fazer o mesmo, algo que complica e toma muito tempo das mesmas.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Justamente por isso o game da EA Sports não conta com jogadores reais e licenciados. Dito isso, o FIFA2K pode acabar atingindo o público brasileiro caso consiga negociar de forma direta e, consequentemente, adquirir os direitos para deixar cada clube 100% licenciado com estádios, uniformes e atletas. 

Entretanto, o FIFA 2K terá uma dura missão pela frente, já que os torneios da Conmebol, ou seja, Libertadores da América e Sul-Americana, possuem contratos com a Electronic Arts. A tendência é que o game seja lançado no ano que vem.