Fifa pode deixar o São Paulo de fora e o Brasileirão não ocorrer

Depois do fim da parceria entre a Eletronic Arts (EA) com a FIFA, a saga de jogos que levava o nome da entidade precisou mudar para EA Sports FC. Agora, o grupo que controla o futebol mundial pode fechar uma parceria com a 2K Games e retornar ao cenário dos jogos eletrônicos. E como isso afeta o São Paulo?

De acordo com informações divulgadas pelo perfil MohPlay Inc, do X (antigo Twitter), e o site Eurogamer, a FIFA já encontrou um acordo com a 2K. O próprio Gianni Infantino, atual presidente da entidade, revelou que o interesse de fato existe, mas ainda precisa ser detalhado entre as partes.

Caso seja oficializado, a EA ganhará um novo concorrente no mercado. Vale lembrar que a 2K, que será a desenvolvedora do possível novo jogo de futebol, é controlada pela Take Two Interactive, mesma empresa que também detém os direitos da Rockstar Games, que produz o famoso GTA. 

Experiência em jogos de esporte não falta para a 2K. A desenvolvedora é responsável pelas edições anuais dos games da NBA, que são acolhidos pelo público. Uma das principais qualidades é o modo carreira como jogador realista, um dos maiores pedidos pelos fãs da EA.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois de mais de 20 anos em ação, o último “FIFA” lançado pela EA em parceria com a entidade foi em 2022. Assim como nas últimas versões, o São Paulo também pode ficar de fora. Isso porque a lei brasileira faz com que a empresa tenha que negociar diretamente com cada jogador dos clubes ao invés do “todo” , algo comum na Europa e no resto do mundo.

Justamente por isso que o Campeonato Brasileiro não está presente. Alguns clubes do país só estão no game por conta do acordo com a Conmebol. Apesar do escudo e do uniforme oficial, os jogadores são genéricos.