Fifa pode banir John Textor do futebol

Dono da SAF do Botafogo, o empresário estadunidense John Textor, de 58 anos, roubou os holofotes do futebol brasileiro para si ao longo da última semana. Depois de insinuar, no mês de fevereiro, que o Palmeiras havia sido favorecido na última edição do Campeonato Brasileiro, o dirigente voltou a realizar novas acusações ao Alviverde.

E sobre até mesmo para o São Paulo. Em seu site oficial, Textor publicou uma nota onde afirmou que pelo menos cinco jogadores do São Paulo manipularam a goleada sofrida pela equipe então comandado por Dorival Jr. por 5 a 0 diante do Palmeiras. Mais uma vez, o empresário não apresentou provas sobre a possível manipulação.

Minutos depois da nota do empresário ganhar a imprensa, o São Paulo repudiou as acusações e anunciou que vai acioná-lo criminalmente. Algo que, na tarde da última terça-feira (02), foi confirmado pelo presidente Julio Casares. Em longo vídeo publicado nas redes sociais, o mandatário voltou a criticar abertamente as falas de John Textor.

Agora, o dirigente botafoguense também está na mira do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Procurador-geral do órgão, Ronaldo Piacente, deixou em aberto a possibilidade do caso ser levado à Fifa. Assim, Textor, que também comanda equipes como Lyon e Crystal Palace, poderia ser banido do esporte.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“A eliminação é em caso de reincidência, quando o infrator pratica um segundo ato após transitado em julgado no primeiro processo. Havendo a reincidência, vamos requerer a eliminação e também vamos requerer que seja estendido mundialmente através da Fifa. Estamos atentos com isso, vamos pedir a internacionalização da pena”, disse.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.