FIFA deve voltar a punir o Santos por ex-São Paulo

Enquanto luta para chegar à final do Campeonato Paulista, o Santos teme um transfer ban da Fifa. O clube ainda deve o Krasnodar, da Rússia, em relação à compra do peruano Christian Cueva, em 2020. De acordo com o ge, a dívida é de 4 milhões de dólares (R$ 19 milhões). Vale destacar que Cueva, ex-São Paulo, disputou somente 19 partidas com o Santos. Atualmente, o meia defende o Al Fateh, da Arábia Saudita.

O clube da Vila Belmiro tem até a última semana de março para resolver a questão. Por ora, ainda pode contratar e registrar novos jogadores. A próxima atualização do caso deve ocorrer na próxima segunda-feira (1).

A diretoria e o departamento jurídico do Santos estão a espera de um posicionamento do Krasnodar, já que uma última oferta foi enviada para apaziguar a situação. Todavia, o clima interno é de pessimismo, e os russos devem recusá-la. 

O grande problema é a dificuldade de negociação com os dirigentes, já que o plano do Santos é deixar claro que possui condições financeiras para efetuar novos parcelamentos sem deixar de pagar novamente.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por outro lado, o Krasnodar adota uma postura apressada para receber o valor, enquanto o Santos não tem dinheiro para quitar a dívida à vista. Por sinal, até tentou negociar atletas nos últimos tempos, mas as conversas não evoluíram.

Na última semana, o próprio presidente Marcelo Teixeira deixou claro que está pessimista em relação a um acordo. Um transfer ban obrigaria o clube a aumentar ainda mais suas receitas para efetuar o pagamento à vista. 

Como consequência, pode atrapalhar os planos do técnico Fábio Carille, já que a ideia era contar com novos jogadores para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Esta semana será decisiva para selar o futuro do Santos.