Fifa bateu o martelo e não reconheceu o Mundial do Palmeiras

Uma das maiores polêmicas do futebol brasileiro é a conquista do Mundial de 1951 pelo Palmeiras. A discussão ganhou um novo capítulo na última sexta-feira (1), quando o Palazzo Verde, casa de entretenimento palmeiras em frente ao Allianz Parque, realizou uma cerimônia comemorando a conquista do título.

Apesar disso, nenhuma novidade oficial foi divulgada pela Fifa, apenas uma tradução de uma reunião que ocorreu em junho de 2014. Foi um encontro anterior a Copa do Mundo, assinado por  Jerôme Valcke, então secretário-geral da entidade máxima do futebol, e que atualmente está banido do futebol.

Diversas personalidades da Fifa estiveram presentes na reunião, como Joseph Blatter, então presidente da entidade, e Marco Polo Del Nero, ex-mandatário da CBF. Ambos também estão banidos do esporte.

Um dos objetivos da reunião foi “atender a requisição da CBF para reconhecer o torneio de 1951 entre clubes da Europa e América do Sul vencido pelo Palmeiras como a primeira competição mundial de clubes”.

Apesar deste encontro, a Fifa jamais reconheceu o Palmeiras como campeão mundial. A entidade considera somente a Copa Intercontinental e o Mundial a partir de 2005 como conquistas legítimas. No caso, o SPFC é tricampeão (1992, 1993 e 2005). 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A questão é discutida até atualmente. Os palmeirenses acreditam que conquistaram a primeira edição de um Mundial de Clubes em 1951, enquanto os outros torcedores, como são-paulinos, corintianos, flamenguistas, santistas, etc, acreditam que não é válido. A discussão nunca terá m fim até que a Fifa lance um veredito sobre o título. Enquanto isso, as piadas e brincadeiras continuarão a todo o vapor.