Fechou: Dorival está fora do São Paulo

Recentemente, Dorival se tornou o foco da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), após Ednaldo Rodrigues retomar o controle da organização. Na sua primeira ação no comando, Rodrigues contatou Julio Casares, presidente do São Paulo, expressando seu desejo de recrutar Dorival como técnico.

Dorival vai ser o novo treinador da Seleção Brasileira, segundo o site ge. Além disso, o técnico já informou sua decisão à diretoria do SPFC que irá deixar o clube.

Nascido em Araraquara, interior de São Paulo, Dorival Júnior inicialmente ganhou destaque como volante, atuando pelo Grêmio e Palmeiras nos anos 80 e 90. Seu talento no futebol como jogador foi apenas o começo de uma jornada que o levaria a trilhar uma carreira respeitável como treinador.

Como técnico, Dorival passou por times como Ferroviária, Figueirense, Fortaleza, Avaí, Juventude, Criciúma, Sport, São Caetano, Cruzeiro, Coritiba, Vasco, Santos, Atlético-MG, Internacional, Flamengo, Palmeiras, Fluminense, Athletico, Ceará e São Paulo. Sua trajetória é marcada por vitórias importantes, incluindo uma Copa Libertadores e três Copas do Brasil, além de um título da Série B.

Repercussão da decisão da CBF: Dorival e o futuro incerto

No embalo das conversações com o presidente da CBF, Dorival esteve no comando de três treinos no CT da Barra Funda em 2023. Paralelamente, o São Paulo já começou a sondar o mercado à procura de possíveis substitutos para o cargo de treinador.

Ainda em meio a este cenário, Dorival recebeu uma garantia de apoio de Reinaldo Carneiro Bastos, atual presidente da Federação Paulista de Futebol e provável sucessor de Ednaldo Rodrigues, caso ocorram novas eleições presidenciais na CBF.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O atual cenário político da CBF

Esta mudança na presidência foi motivada por um litígio jurídico que tem agitado os bastidores do futebol. Após uma decisão do Supremo Tribunal Federal, Ednaldo Rodrigues reassumiu o cargo no último dia 7 de dezembro. Antes disso, ele tinha sido destituído do cargo por determinação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A entidade vive dias de desordem interna desde então.

Entre os dias 8 e 10 de janeiro, uma comitiva da Fifa se encontrará com José Perdiz, o antigo interventor, e Ednaldo Rodrigues, atualmente de volta ao poder, na sede da CBF.

Enquanto isso, o cenário parece promissor para Dorival Júnior. Resta aguardar os próximos capítulos desta história e onde eles o levarão em sua jornada no futebol brasileiro.