7 fatos marcantes da história do São Paulo Futebol Clube

Imagem: Portal do São Paulino
0

Nascimento do clube

Em 25 de janeiro de 1930, uma união entre a Associação Atlética das Palmeiras e um grande número de jogadores do Club Athletico Paulistano, que havia abandonado a prática do futebol, foi consolidada e assim nasceu o São Paulo Futebol Clube. As cores, preto, vermelho e branco, faziam alusão aos clubes unidos na agremiação. O clube herdou da Associação Atlética das Palmeiras o estádio Chácara da Floresta, onde mandou suas partidas até 1935

Primeiro título com goleada em pleno Parque São Jorge

Em 1931, pouco tempo após a sua fundação, o São Paulo Futebol Clube conquistou o seu primeiro título paulista. Na ocasião, a partir de uma combinação de resultados, bastava vencer o Corinthians que o tricolor se sagraria campeão. Em pleno Parque São Jorge, o Glorioso aplicou uma goleada de 4 a 1 e levantou o troféu daquele ano, uma grande marca para um clube recém fundado.

Refundação do São Paulo Futebol Clube em 1935

Após empecilhos burocráticos por parte de alguns dirigentes que andavam descontentes com os rumos do futebol no país, o clube se fundiu ao Clube de Regatas Tietê, encerrando a prática do futebol, surgindo assim Tietê-São Paulo, em 1935. No mesmo ano, sócios do clube com a intenção de restabelecer o futebol, e no dia 16 de dezembro de 1935 ressurgiu o São paulo Futebol Clube, com a alcunha de “Clube da Fé”

A inauguração do Estádio do Morumbi nos anos 1950

O terreno onde seria construído o novo estádio do São Paulo, foi doado em 1952 ao clube, por uma construtora de propriedade de um então ex-governador do estado de São Paulo, Adhemar Pereira de Barros. Em 2 de outubro de 1960, aconteceu a partida inaugural do novo Estádio do Morumbi. Foi um duelo entre São Paulo Futebol Clube e Sporting Clube de Portugal. A partida foi vencida pelo tricolor paulista pelo placar de 1 a 0. Somente em 1970 o estádio foi inaugurado em sua totalidade.

O bi da América e o bi Mundial em 92/93

O São Paulo Futebol Clube entrou, em 1992, para o seleto grupo de campeões da América, na final decidida contra o Newell’s Old Boys da Argentina. No mesmo ano, disputou o título mundial contra o Barcelona da Espanha, vencendo de virada pelo placar de 2 a 1 e conquistando o mundo. Parecia o ápice das glórias tricolores, porém, um ano depois, a história se repetiria, e Glorioso conquistaria a América mais uma vez contra o Universidad Católica do Chile e o Mundo contra o Milan da Itália, tornando-se bicampeão da américa e bicampeão mundial, fato até então inédito no Brasil.

Tricampeonato Brasileiro sob o comando de Muricy Ramalho

Muricy Ramalho foi auxiliar técnico de Telê Santana no São Paulo em 1994, durante a conquista da Copa Conmebol daquele ano. Em janeiro de 2006, assumiu o tricolor após ser vice-campeão brasileiro com o Internacional no ano anterior. Teve início uma era vitoriosa do treinador que logo se tornou um ídolo da torcida são paulina com a conquista de três Campeonatos Brasileiros consecutivos, em 2006, 2007 e 2008.

Conquista do Campeonato Paulista após 16 anos de jejum

Em 2021, o Tricolor Paulista amargava um jejum de títulos paulistas que já durava 16 anos. A pressão era grande por parte da torcida e até mesmo da imprensa de São Paulo. Comandado pelo técnico argentino Hernán Crespo, o São Paulo FC duelou contra o Palmeiras nas duas partidas finais. A primeira, no Estádio Allianz Parque, terminou empatada, deixando a grande decisão para o Estádio do Morumbi, que mesmo de portões fechados devido a pandemia, não impediu a presença dos torcedores no entorno do estádio. O tricolor venceu o Palmeiras por 2 a 0 e conquistou o seu vigésimo segundo título paulista.