Ex-São Paulo fracassou no Brasil e agora fechou transferência pra Europa

Cria das divisões de base do Guarani e alvo de clubes europeus como o Valencia, da Espanha, o meia Gabriel Boschilia desembarcou em Cotia, local onde o São Paulo mantém suas estruturas voltadas ao futebol de base, em 2012. Mostrando muita qualidade, o jogador fez parte do time campeão da Copa do Brasil Sub-17 de 2013.

Já alçado ao posto de grande promessa, Boschilia foi o camisa 10 do São Paulo na disputa da Copinha de 2014, ano em que o Tricolor atingiu as oitavas de final da principal competição de base do futebol brasileiro. Conquistando destaque entre os jovens, o meia foi então chamado por Muricy Ramalho para compor os profissionais.

O sucesso nos juniores parecia que se repetiria no time de cima. Mesmo não se tornando titular absoluto em seu período no Morumbi, Boschilia acumulou 45 jogos, com cinco gols e duas assistências. O bom rendimento lhe rendeu uma transferência para o Monaco, da França. Por lá, conseguiu certo destaque em boas temporadas.

Acumulando empréstimos para Standard Liége e Nantes, Boschilia perdeu espaço no time francês e decidiu retornar ao Brasil em 2020 para defender o Internacional. Mas as lesões não o deixaram performar nem no Colorado e nem no Coritiba, clube que deixou no ano passado. Agora, ele defenderá o desconhecido Győri ETO, da Hungria.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Relembre a carreira de Boschilia, cria do São Paulo

  • São Paulo – 2014/2015 – 45 jogos, cinco gols e duas assistências
  • Monaco – 2015/2020 – 35 jogos, oito gols e três assistências
  • Standard Liége – 2015/2016 – 10 jogos e dois gols
  • Nantes – 2018/2019 – 32 jogos, cinco gols e quatro assistências
  • Internacional – 2020/2022 – 61 jogos, cinco gols e cinco assistências
  • Coritiba – 2022/2023 – 21 jogos, um gol e uma assistência

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.