Ex-São Paulo esculhamba com o Craque Neto

Ex-goleiro e multicampeão tanto por clubes quanto vestindo a camisa amarela da Seleção Brasileira, Gilmar Rinaldi não mediu as palavras e revelou ter uma relação conturbada com o apresentador Neto, que também foi jogador. No caso, o ex-arqueiro disse sobre suas desavenças com o ídolo corintiano durante o podcast  “Benja me mucho”.

“Tem alguém no futebol que se vier te dar a mão, você não dá?”, questionou o apresentador Benjamin Back, que neste quadro, já entrevistou diversas personalidades do futebol, inclusive diversos nomes importantes da história do São Paulo.

“Tem, o Neto. Ele me chamou de ladrão na televisão, só isso só. Insinuou que eu estava em um rolo. O cara que eu fui companheiro de quarto, no São Paulo. A mãe dele me ligava todos os dias para parar as ‘cacas’ que ele fazia. Esse eu não dou a mão”, disse Gilmar.

Vale destacar que ambos jogaram juntos no São Paulo em 1987, na curta passagem de Neto pelo Morumbi. O ex-goleiro é lembrado por sua passagem no Tricolor entre 1985 a 1990, conquistando o Campeonato Brasileiro de 1986,  a Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo em 1985 e 1987, além de três Campeonatos Paulistas em 1985, 1987 e 1989. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Também levantou a Bola de Prata da Revista Placar em 1986 e 1989. Pelo Brasil, fez parte do elenco que venceu a Copa do Mundo de 1994, apesar de ter sido o reserva de Taffarel. Ocupou o cargo de coordenador-geral de Seleções da CBF após a Copa do Mundo de 2014, ficando até 2016.

“Espero que eu não encontre ele não. Eu sou o cara mais controlado do mundo, mas… Então, não gostaria de vê-lo”, finalizou Gilmar Rinaldi. Benja acabou se mostrando surpreso com a declaração do ex-goleiro, já que o assunto jamais havia sido tocado em outra oportunidade.