Ex-jogador do São Paulo põe o Corinthians na Justiça e time pode levar transfer ban

O Corinthians vive um dos momentos mais conturbados dos últimos anos. Depois de diversas trocas de treinadores ao longo do ano, o clube está se aproximando do período eleitoral para votar quem será o sucessor de Duílio Monteiro Alves na presidência. Os candodados são Augusto Melo e ANdré Negão.

Em meio a isso, o clube também tem que conviver com alguns assuntos extra-campo, como risco de não poder mais contratar jogadores nas próximas janelas de transferências. Caso isso aconteça, prejudicará o planejamento do time para 2024.

De acordo com informações divulgadas pelo portal R7, o Corinthians foi condenado pela CNRD (Câmara Nacional de Resolução de Disputas) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) por conta de uma dívida com o ex-jogador Jadson, que também teve passagem pelo São Paulo.

O ex-meia cobra o valor de R$ 11 milhões, alegando ser referente a salários atrasados, direitos de imagem e outras rescisões. O clube, por outro lado, teria pagado cerca de 15% do valor pedido.

Após a CNRD bater o martelo sobre a situação, o Corinthians recebeu um prazo final de 15 dias para desembolsar o montante ao ex-jogador. Caso não pague, a tendência é que sofra um transfer ban.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois de ser trocado por Alexandre Pato, Jadson se tornou ídolo do Corinthians. Por lá, disputou 245 jogos, marcando 50 gols. Ao todo, foram duas passagens no Parque São Jorge (2014 a 2016 e 2017 a 2019).

Corinthians também foi cobrado por clube da Argentina por dívida

Além de Jadson, o Corinthians também está devendo ao Argentinos Juniors, em relação a compra do volante Fausto Vera. Os dirigentes da Argentina já entraram em contato com Fifa para resolver a questão da forma mais rápida possível.