Ex-jogador do Corinthians virou especialista em roubo de caixas eletrônicos

O torcedor paulista mais nostálgico se lembrará do ex-meia Piá, com passagens por Ponte Preta, Corinthians e Santos entre os anos 90 e 2000. Cria das divisões de base da Inter de Limeira, Piá se aposentou dos gramados com a camisa do União São João de Araras em 2013 para se “especializar” em uma área nada peculiar.

Se tornando técnico de futebol, o ex-corintiano teve problemas financeiros em sua vida após pendurar suas chuteiras e recorreu ao crime. Nos últimos anos, Piá foi preso mais de uma vez por furto de envelopes de depósitos em caixas eletrônicos. Em 2020, um dos casos envolvendo o ex-meia aconteceu na cidade de Cordeirópolis.

Delegado responsável pela investigação, William Marchi, de Cordeirópolis e da DIG de Limeira, afirmou que Piá já vinha sendo monitorado pela Polícia e estava acompanhado de outra pessoa. Ambos foram presos em flagrante com R$ 141 em dinheiro e um cheque no valor de R$ 8.300,00. Esta foi a quarta prisão do ex-meia pelo mesmo motivo.

Ele também já havia sido detido por porte de drogas e armas, além de falta de pagamento de pensão. Soltos dias depois da prisão, Piá e seu comparsa passaram a responder a esse processo em liberdade. No boletim de ocorrência, a Polícia informou que a dupla confessou a “prática delitiva” em depoimentos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.