Escândalo inimaginável traz Michael Schumacher de volta a mídia

Heptacampeão mundial de Fórmula 1, o alemão Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui há exatos 10 anos, quando curtia férias ao lado de familiriares. Desde então, seu estado de saúde é mantido sob alto nível de privacidade, com o nome do piloto raramente aparecendo nos noticiários na última década.

Nesta semana, no entanto, a família Schumacher voltou aos holofotes na Alemanha depois de autoridades do país encontrarem fotos do piloto que teriam sido usadas por um pai e um filho para chantagear a família heptacampeão. Os dois foram presos pela polícia acusados de tentar extorquir dinheiro dos familiares de Schumi.

A prisão aconteceu no dia 20 de junho, quando os dois homens foram levados para o tribunal de Wuppertal, na Alemanha, cidade próxima à Dortmund e com distância de 530 km para a capital Berlim. A pena pode chegar aos cinco anos de reclusão caso os dois sejam condenados pela Justiça da Alemanha.

Desde dezembro de 2013, Schumacher se recupera de um traumatismo craniano em consequência do grave acidente de esqui, sofrido na Suíça. Segundo o jornal Südkurier, os homens teriam ameaçado a família de Schumacher de divulgar imagens do ex-piloto tiradas logo após o acidente.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O que aconteceu com Michael Schumacher?

Aos 44 anos, o heptacampeão Michael Schumacher estava esquiando com o filho no dia 29 de dezembro de 2013 quando sofreu um grave acidente na estação de Meribel, nos Alpes Franceses. Ele estava fora das pistas sinalizadas e bateu a cabeça em uma pedra. O impacto foi tão forte que o seu capacete se partiu em dois pedaços.

O piloto alemão precisou ser levado de helicóptero para um hospital na cidade de Grenoble, onde ficou em coma e correu risco de morte. Com traumatismo craniano e edema cerebral, Schumacher precisou de uma intervenção cirúrgica na cabeça.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.