Enquanto Robinho foi preso, Daniel Alves está preparando as coisas pra deixar a cadeia

Companheiros na Seleção Brasileira, Daniel Alves e Robinho passam por situações muito graves fora dos gramados. Ambos foram condenados por estupro em solo europeu, e agora terão que cumprir suas respectivas penas. Enquanto o primeiro cometeu o crime em Barcelona, na Espanha, a situação envolvendo o atacante foi em Milão, na Itália.

Nesta quinta-feira (22), Robinho foi preso depois do pedido do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O Supremo Tribunal Federal (STF)  recusou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-jogador , e optou pela prisão imediata do mesmo. A tendência é que seus advogados entrem com um novo pedido de liberdade.

Vale lembrar que o ex-atacante foi condenado a nove anos de prisão pela Justiça da Itália, em 2022, após ter estuprado uma mulher albanesa junto a cinco homens em uma balada em Milão. Ele foi direcionado ao presídio de Tremembé.

Apesar do crime ser o mesmo, ituação de Daniel Alves é a oposta de Robinho

Por outro lado, Daniel Alves, que também foi condenado por estupro, está preso desde janeiro do ano passado. Contudo, seu pedido de liberdade condicional foi aceito pela Justiça da Espanha, mediante ao pagamento de uma fiança de 1 milhão de euros, ou seja, cerca de R$ 5,4 milhões na cotação atual.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O ex-lateral foi conednado a quatro anos e seis meses de cadeia após ter sido considerado culpado pelo estupro de uma mulher de 23. O crime ocorreu na boate Sutton, em Barcelona, no final de dezembro de 2022. Além da prisão, terá que ficar em liberdade vigiada por cinco anos (após a soltura) e pagar mais 150 mil euros (R$ 798 mil) como indenização à vítima e honorários dos advogados.