Enfim, foi revelado porque a Copa do Mundo não foi no Morumbi

Sediada no Brasil, a Copa do Mundo de 2014 será lembrada por muitos anos. O ponto negativo foi a derrota da Seleção Brasileira por 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela semifinal. Entretanto, tamném reuniu ótimos jogos e momentos inesquecíveis.

Uma das maiores dúvidas do torcedor são paulino é em relação ao Morumbi, e o porquê do estádio não ter sido utilizado para o torneio. Depois da decisão da Fifa, foi acordado que o Corinthians construiria um novo estádio, que veio a ser palco do Mundial.

O Morumbi estava praticamente certo na competição, mas foi “retirado” da pauta pouco tempo antes. Antes do Mundial, a casa do SPFC havia sido palco para diversas partidas da Seleção Brasileira. A decisão, como esperado, acabou irritando os tricolores, que sonhavam em ver sua casa sediando partidas do Mundial, além de que, inevitavelmente, o local passaria por uma reforma para entrar no “padrão Fifa”.

Em entrevista ao “ Deu Zebra Cast”, o ex-dirigente do clube e atual conselheiro vitalício do Marco Aurélio Cunha, comentou sobre os reais motivos do Morumbi ter ficado fora da Copa de 2014. Ele alegou que isso acabou acontecendo por problemas na gestão do ex-presidente Juvenal Juvêncio.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Foi feito tudo para a Copa do Mundo ser no Morumbi. Aí, o Juvenal fez um terceiro mandato ruim, errado. E ele era o responsável por caminhar nessa discussão, ele tinha capital político para isso”, disse Marco Aurélio, que citou uma “manobra” de Lula, que também ocupava o cargo de presidente do Brasil na época.

“Ele tomou um balão do Lula, teve uma ruptura com o Ricardo Teixeira (presidente da CBF na época), na questão do clube dos 13. E aí eles criaram um ambiente político para o Corinthians ter o seu estádio e deram um chapéu no São Paulo. Foi exatamente isso”, disparou.