Empresário se manifesta sobre acerto de jogador com o São Paulo

Passada a estreia no Campeonato Paulista, o São Paulo dá continuidade aos treinamentos no CT da Barra Funda. Enquanto o técnico Thiago Carpini trabalha com o grupo, a diretoria tem outros assuntos para resolver.

Um deles é a questão da renovação de contrato do lateral-esquerdo Welington, que retomou a titularidade absoluta após a polêmica transferência de Caio Paulista ao Palmeiras

O jogador, que é criado e formado nas categorias de base de Cotia, já foi procurado pela cúpula são-paulina para discutir um novo contrato. Vale lembrar que ele tem vínculo com o Tricolor até o final deste ano, ou seja, poderá assinar um pré-acordo a partir de julho, saindo a custo zero no final de dezembro. Em entrevista ao Globo Esporte, Robson Ferreira, atual empresário do atleta, não quis cravar nada sobre o futuro.

“Na minha opinião, o clube demorou um pouco para oferecer a renovação e demonstrar interesse pela continuidade do atleta, já que, agora, faltam apenas cinco meses para ele poder assinar um pré-contrato com outro time”, disse Robson Ferreira, antes de dizer que também existe a possibilidade dele ficar no SPFC.

“Mesmo assim, estamos abertos ao diálogo porque o Welington tem um enorme carinho, gratidão e respeito pelo São Paulo e a intenção inicial é continuar no clube, mas a proposta precisa ser razoavelmente interessante para todos”, completou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Empresário espera que Welington seja valorizado pelo SPFC

Wellington esteve muito perto de concluir uma transferência ao CSKA Moscou, da Rússia, pouco antes da final da Copa do Brasil. A negociação não aconteceu, e agora, o agente espera que o jogador, que está valorizado, receba uma oferta digna.

“Na última janela de transferências, nós trouxemos algumas propostas bem interessantes para o jogador e para o clube, mas o São Paulo recusou. Sendo assim, acredito que agora chegou o momento de a diretoria reconhecer que o atleta precisa ser valorizado”, disse.