Dorival se manifesta sobre ter sido excluído nos pênaltis da Seleção Brasileira

O primeiro torneio de Dorival Jr. à frente da Seleção Brasileira não se encerrou da maneira como o ex-treinador do São Paulo esperava. Após três empates e somente uma vitória conquistado, o Brasil deu adeus à Copa América ao ser superado pelo Uruguai de Marcelo Bielsa, nos pênaltis, pelas quartas de final da competição.

Ainda nos Estados Unidos, o técnico tem aproveitado os dias pós-eliminação para digerir a derrota e pensar em seus próximos passos. De início, Dorival admitiu que as interpretações da imprensa e da torcida a respeito da postura nos momentos prévios às cobranças o chatearam. Ele ainda fez questão de responder os críticos.

Antes dos jogadores decidirem a classificação na marca fatal, Dorival Júnior ficou fora da reunião em que seu auxiliar Lucas Silvestre comandou no gramado. O comandante da explicou que o comportamento é habitual em sua carreira, aconteceu em vitórias nos mata-mata em que foi campeão da Copa do Brasil por Flamengo e São Paulo.

“Achei um absurdo tudo o que fizeram. Em momento algum me questionaram a respeito de maneira mais direta… Nem sabia daquele assunto. Por uma foto, interpretaram de tal forma que parecia um absurdo de outro mundo. Me desculpem, mas foi um absurdo, todas as polêmicas em cima de uma simples foto”, afirmou Dorival.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O técnico ainda concluiu: “Interpretarem foto sem que se questione o profissional a respeito. Me desculpe, foi uma leviandade completa. Aqueles que emitiram opinião deveriam pensar muito para falar de um profissional. Se não existe um respeito neste sentido, que me vejam como pai de família, profissional acima de tudo”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.