Dorival Júnior pediu e o São Paulo fechou com Gabigol

Cria das divisões de base do Santos e ídolo do Flamengo, clube que defende desde a temporada de 2019, o atacante Gabriel Barbosa, o ‘Gabigol’, por muito pouco não se tornou jogador do São Paulo em 2017. Curiosamente, ele foi um pedido do técnico Dorival Jr., então comandante do Tricolor e que hoje está em sua segunda passagem pelo Morumbi.

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola em julho de 2021, o próprio Dorival revelou a curiosa história. Após livrar o São Paulo do rebaixamento dentro do Campeonato Brasileiro, o treinador iniciou o planejamento do clube para 2018 e pediu a contratação de um atacante para Raí, então executivo de futebol do clube.

“Quando eu me reuni com o Raí, ele me falou: ‘Dorival, eu tenho dinheiro pra contratar um jogador’. E eu falei: ‘Raí, posso te falar uma coisa? Eu não quero que vocês tragam ninguém que não seja a nível de São Paulo, mas eu preciso de um atacante de lado. Ele me pediu três nomes. Eu dei o do Cebolinha, do Bruno Henrique e do Gabigol”, disse.

Dorival ainda revelou que foi curtir as férias com a certeza de que Gabigol seria atleta do São Paulo: “Estávamos fechados com o Gabigol. Pode perguntar para ele. Ele, inclusive, pediu para jogar como centroavante e eu falei: ‘não tem problema’. A gente conversou uma seis vezes. Eu saí dos Estados Unidos achando que o Gabriel estava contratado”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No fim, o desejo do técnico em contar com o atacante esbarrou no desejo do Santos em contar com o retorno de sua cria. Emprestado pela Internazionale de Milão, Gabigol se tornaria artilheiro do Brasileirão em 2018. Meses depois, iniciaria sua caminhada para se tornar ídolo do Flamengo com dois títulos da Libertadores da América.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.