Dorival Júnior levou bronca de Muricy

Contratado para o lugar do demitido Rogério Ceni no mês de abril, Dorival Jr. por pouco não se tornou técnico de futebol. Ex-volante com passagens por Coritiba, Palmeiras e Grêmio, o atual comandante do São Paulo se enveredou na carreira de dirigente assim que pendurou as chuteiras. E precisou de um ídolo são-paulino para mudar sua visão.

Em 2002, o então executivo de futebol Dorival Jr. reencontrou Muricy Ramalho, seu ex-treinador nos tempos de Botafogo-SP, no Figueirense. No clube catarinense, enquanto buscava realizar um grande trabalho em campo, Muricy também desempenhou outro papel: o de convencer Dorival a largar o escritório e se tornar treinador de futebol.

Em recente entrevista, o ídolo do São Paulo afirmou que “encheu o saco” do antigo pupilo: “Dorival não queria ser treinador, queria ser executivo de futebol. Quando eu cheguei no Figueirense, ele estava lá de executivo. Toda hora ficava no escritório. Eu falava: o que você está fazendo aí? Jogou a vida toda para ficar nesse escritório? Larga essa m*** aí, cara”.

A “bronca” deu resultado. Já no ano seguinte, em 2003, Dorival foi efetivado como técnico do Figueirense após a saída de Muricy para o Internacional. Depois do empurrãozinho de Muricy, o agora técnico passou por grandes clubes do país como Cruzeiro, Vasco da Gama, Santos, Palmeiras, Flamengo e São Paulo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.