Dorival é visto como PROFESSOR do novo treinador do São Paulo

De forma rápida e inesperada, o São Paulo perdeu o seu antigo comandante para a Seleção Brasileira. Com a reintregração de Ednaldo Rodrigues para a presidência da CBF, a entidade agiu para contratar um técnico de forma definitiva e escolheu pela opção de convidar Dorival Jr., treinador campeão da Copa do Brasil pelo Tricolor.

Admitindo realizar um sonho de sua carreira, o experiente técnico de 61 anos deu adeus ao Morumbi para assumir a única seleção pentacampeã mundial. Sem um comandante, o São Paulo se viu obrigado a ir ao mercado na busca de um novo treinador. E só chegou a um consenso nos últimos dias, com a chegada do jovem Thiago Carpini.

Com passagens por Guarani, Oeste, Inter de Limeira, Santo André, Ferroviária, Água Santa e Juventude, o treinador de 39 anos foi apresentado ao torcedor são-paulino na última segunda-feira, dia 15, e admitiu ter justamente em Dorival como um de seus espelhos. Em conversa com o jornalista, Carpini chegou a chamar o companheiro de “professor”.

“Não que eu tenha uma relação de amizade com o professor Dorival, mas em alguns momentos já nos falamos durante minha caminhada. No ano passado, na final do Paulista, uma das primeiras mensagens de apoio foi dele. Ontem (14) à noite tivemos uma conversa muito bacana. Temos nos falado muito diariamente”, revelou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Carpini ainda concluiu: “Desde quando firmamos os compromissos, ele ficou aberto de me passar tudo o que vinha sendo feito no São Paulo. Tanto que o Lucas e o Pedro ficaram aqui. Isso mostra muito o carinho. Se você está num ambiente em que você não está feliz, não respeita as pessoas, você pega e vai embora”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.