Dono do PSG quer comprar o Flamengo, diz site

Presidente do Paris Saint-Germain e CEO da QSI (Qatar Sports Investments), fundo de investimentos vinculado ao governo do Catar, o empresário Nasser Al-Khelaifi tem aparecido cada vez mais em especulações quanto ao futebol brasileiro. Nesta semana, por exemplo, o fundo catari foi apontado como possível investidor do Santos.

No entanto, de acordo com informações do jornal francês L’equipe, o sonho de Al-Khelaifi vai bem mais além do que apenas injetar rios de dinheiro em um grande clube do país. Segundo a publicação, o empresário ainda tem o forte desejo de acertar a compra de uma SAF dentro do futebol brasileiro muito em breve.

Ainda não há negociações em andamento e, embora Santos e São Paulo sejam os clubes mais comentados, o sonho da QSI é de comprar parte do Flamengo por motivos já conhecidos: além de ser uma potência financeira na atualidade, o Rubro-Negro carioca tem a maior torcida do país e tem colecionado títulos nos últimos anos.

Mesmo sem ter planos concretos para se tornar uma SAF, o Flamengo tem sim a ideia de se tornar um clube empresa e realizar a venda de 49% de uma possível SAF para algum fundo interessado. O negócio poderia atingir a incrível marca de R$ 6 bilhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mesmo sem SAF, São Paulo já tem valor estipulado

Sonho de boa parte dos torcedores são-paulinos, a mudança de estatuto ainda para implementação de uma SAF ainda é tabu dentro do clube e sofre forte resistência do Conselho Deliberativo. O próprio presidente Julio Casares já descartou a implementação da política na atual conjuntura.

De acordo com especialistas do mercado financeiro, o São Paulo é avaliado em torno de R$ 1,3 bilhão e R$ 1,7 bilhão. Na última temporada, gigantes do país como Botafogo, Cruzeiro e Vasco da Gama apostaram na SAF como solução de seus problemas financeiros. Em 2023, foi a vez de Bahia e Coritiba seguirem o mesmo caminho.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.