Dono do Botafogo não quer saber e faz grave acusação sobre o São Paulo

Depois de garantir que o Campeonato Brasileiro foi fraudado a favor do Palmeiras, John Textor, atual domo do Botafogo, voltou  a disparar sobre a competição. Nesta segunda-feira (1º), o empresário afirmou, novamente sem provas, que o São Paulo teve envolvimento no possível escândalo.

Segundo ele, cinco jogadores do Tricolor manipularam a partida que terminou em 5 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, no ano passado.  Essa foi justamente a partida em que começou a reviravolta no Brasileirão, que terminou em mais um título para os comandados de Abel Ferreira. Os tricolores teriam excedido os limites estipulados pela inteligência artificial.

A nota divulgada por Textor também alega mais um duelo que teria sido manipulado: a goleada do Palmeiras por 4 a 0 em cima do Fortaleza, também em casa. Os jogadores do time de Juan Pablo Vojvoda “excederam limites que estabeleceriam evidências claras e convincentes de manipulação de jogos” .

Segundo especialistas e com a ajuda da inteligência artificial, cinco atletas do time comandado por Dorival Júnior teriam “ajudado” o Alviverde. Ao todo, sete jogadores tiveram suas atividades definidas como “suspeitas” na partida. Vale lembrar que não há nenhuma prova concreta do ocorrido. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O jogo entre Palmeiras e São Paulo em outubro de 2023 foi, de acordo com especialistas e inteligência artificial, manipulado por pelo menos cinco jogadores do São Paulo. Sete jogadores mostraram desvios anormais em situações cruciais de gols, mas apenas cinco ultrapassaram limites que deixam clara e convincente a manipulação. É preciso deixar claro que a prova não estabelece motivos, e também não sugere que nenhum clube foi responsável pela manipulação além dos jogadores identificados”, disse Textor.

Textor volta a afirmar que Brasileirão do ano passado foi manipulado

John Textor garante que os especialistas garantiram com  “100% de afirmação “ que o Campeonato Brasileiro de 2023 teria sido manipulado. Ele já teria enviado o relatório final para os procuradores.  Por fim, o norte-americano disse que os árbitros também fizeram parte do possível esquema de manipulação dos resultados.

“Já tomei providências para fornecer a um procurador provas abrangentes relativas a esses jogos citados e a outros. Há provas de uma sequência de manipulações que devastou o campeonato de 2023. Além dos maus atores em campo (geralmente jogadores), também estou preparado para demonstrar combinações entre árbitro de campo e árbitro de vídeo que claramente participaram de manipulação de jogos, com erros graves de arbitragem para garantir o resultado manipulado”, finalizou John Textor.