Di María pode ficar mais perto do São Paulo após bomba que veio da Argentina

Campeão mundial com a Argentina, o meia-atacante Ángel Di María promete movimentar a próxima janela de transferências. Em fim de contrato com o gigante Benfica, de Portugal, o astro tem dado indícios de que pretende retornar ao futebol sul-americano. E uma verdadeira bomba tratou de dar esperanças ao São Paulo.

Cria das canteiras do Rosário Central, Di María nunca escondeu que sua preferência, em caso de uma volta ao continente, seria de novamente defender as cores do clube argentino. Acontece que uma grande onda de violência na cidade pode afastar o desejo do meia-atacante, que sofreu ameaças nessa semana.

De Portugal, o jogador viu sua família receber ameaças de morte em sua cidade natal. Segundo informações do site “Infobae”, um carro deixou um cartaz em frente à casa do atacante advertindo que nem mesmo o governador provincial Maximiliano Pullaro seria capaz de garantir a segurança de Di María caso o atleta retorne.

Di Maria
Di María defendeu o Rosário por 39 jogos entre 2005 e 2007. — Foto: Rosario Central

“Diga a seu filho Ángel que não volte a Rosário porque senão estragaremos tudo matando um familiar. Nem Pullaro vai te salvar. Nós não jogamos fora pedaços de papel. Jogamos chumbo e gente morta”, dizia a mensagem enviada ao pai do jogador. A suspeita é de que um grupo narcoterrorista esteja por trás do evento.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Através das redes sociais, o Rosário Central repudiou o incidente: “O clube repudia enfaticamente os fatos que são de conhecimento público, em que se registraram ameaças contra um reconhecido jogador surgido de nossa base. Não se pode permitir que queiram amedrontar os jogadores ou atentar contra eles e seus familiares”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.