Detalhes angustiantes acabam de ser revelados sobre Daniel Alves e a suposta vítima

Completando dez meses de prisão no último dia 20, o lateral Daniel Alves, dono de polêmica e intensa passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, viu seu caso ganhar novidades no início desta semana. Detido por agressão sexual a uma jovem de 23 anos em Barcelona, o jogador teve detalhes do suposto crime revelados pela imprensa.

Em publicação realizada na última segunda-feira, dia 27, o jornal espanhol Mundo Deportivo noticiou revelações que foram retirados do depoimento da vítima. Ela, inclusive, segue tratamento psicológico desde o acontecimento nos banheiros da Boate Sutton na madrugada do dia 30 de dezembro do ano passado.

De acordo com a Promotoria responsável pelo caso, o ex-São Paulo demonstrou atitude “agressiva e desrespeitosa”: “Ele começou a apalpá-la com uma intenção lasciva e uma clara intenção de satisfazer os seus desejos sexuais com uma atitude desdenhosa”. Em outra parte da denúncia, o órgão afirma que a vítima se sentiu sufocada.

“Ela ficou chocada, não teve a capacidade de reagir, sentindo até falta de ar diante da situação de angústia e terror pelo que estava vivenciando”, afirmou a Promotoria. Preso sem direito a pagamento de fiança, Daniel Alves corre o risco de pegar até dez anos de detenção.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Daniel Alves teve mais um pedido negado na Justiça

Segundo informações do jornal catalão “La Vanguardia”, Daniel Alves teve mais um pedido de liberdade provisória negado pela justiça em sua quarta tentativa de deixar a prisão. Mais uma vez, o Tribunal de Barcelona levou em consideração a possibilidade de fuga para recusar a solicitação realizada pela defesa do brasileiro.

No despacho, o Juiz de Instrução afirmou ser “necessária a medida cautelar de prisão provisória para evitar o risco de fuga”. Ainda segundo o magistrado espanhol, a proximidade do julgamento “apenas aumenta o risco de fuga acima mencionado”. Ainda sem data marcada, o julgamento ainda poderá ocorrer este ano.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.