Desesparado, Corinthians pode pagar o olho da cara por novo goleiro

A vida do Corinthians não está fácil. Nesta sexta-feira (7), o clube foi notificado que a VaideBet, até então patrocinadora máster do Alvinegro, irá rescindir o contrato por conta da denúncia de suposto esquema de repasse de dinheiro a uma empresa “laranja”. 

Para piorar ainda mais a situação, o goleiro Carlos Miguel está com a saída encaminhada. Vale lembrar que ele ganhou a vaga de titular absoluto há pouco, logo depois após a saída de Cássio para o Cruzeiro.  Segundo informações do Globo Esporte, o destino do jogador deve ser a Inglaterra, já que Nottingham Forest e West Ham são os principais interessados.

Dito isso, a diretoria do Corinthians buscará um novo nome para assumir a titularidade da meta em breve. De acordo com o portal Central de Itaquera, o escolhido pode acabar sendo Marcelo Grohe, que deve pedir um salário de R$ 1 milhão por mês.

O site informou que o atleta, que está de saída do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, ouviria uma proposta do Corinthians. Sem contrato, ele chegaria a custo zero no Alvinegro a partir do dia 10 de julho. 

Contudo, vale destacar que o Corinthians ainda não fez nenhuma movimentação para contratá-lo, por enquanto. Em contrapartida, o técnico António Oliveira sugeriu Walter, do Cuiabá, que já foi reserva de Cássio no Corinthians há alguns anos. O treinador português trabalhou com o arqueiro nos últimos anos no clube do Mato Grosso.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Carreira de Marcelo Grohe

Revelado no Grêmio, Marcelo Grohe foi reserva por muito tempo de Victor. Contudo, ganhou sua chance após a saída do arqueiro para o Atlético-MG, e se firmou como titular absoluto. Venceu a Libertadores (2017), a Recopa Sul-Americana (2018), a Copa do Brasil (2016), a Série B (2005) e o Campeonato Gaúcho (2006, 2007, 2010 e 2018).

Se transferiu para o Al-Ittihad em 2019 e se tornou ídolo da torcida. Por lá, conquistou: Liga Arábia Saudita (2023) e Supertaça Arábia Saudita (2023).