Depoimento da suposta vítima de Daniel Alves vem a público e impacta

Preso de maneira preventiva desde o dia 20 de janeiro, o caso do lateral Daniel Alves acaba de ganhar mais um capítulo. Isto porque um canal de TV da Espanha teve acesso ao depoimento da suposta vítima do estupro do jogador, caso que ocorreu na boate Sutton, em Barcelona, ainda no final do ano passado.

De acordo com o programa “En Boca de Todos”, da TV Cuatro, a mulher de 23 anos disse às autoridades que estão investigando  ocorrido de que o brasileiro havia colocado a mão dela em suas partes íntimas antes mesmo de ir ao banheiro, local que, segundo ela, houve o caso de violência sexual. 

Se contradizendo a cada versão, ele nega que tenha estuprado a jovem. Após alguns depoimentos, o lateral finalmente admitiu que, de fato, praticou relações sexuais com ela, mas que foi algo consentido. 

Segundo a TV espanhol,a ela teria dito que Daniel Alves a questionou se ela sabia quem era ele. “Eu disse não”, explica. De imediato, ele respondeu que era “jogador de petanca em Hospitalet”, que é um esporte francês.

“Lembro que pegou na minha mão e a pôs nas suas partes baixas. Voltou a me dizer para irmos embora. Eu disse ‘não’. Comecei a ter muito medo e pensei: ‘E se ele põe alguma coisa na minha bebida? E se faz alguma coisa à minha amiga?’ Pensei de tudo em muito pouco tempo”, disse no depoimento.

Mais detalhes do caso de Daniel Alves

Ela revelou que não tinha ideia para onde ambos estavam indo, e suspeitava que fosse alguma área reservada. Todavia, ele a estava levando para o banheiro do local, onde teria acontecido o crime.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Em nenhum momento eu soube para onde estava indo. Lembro de ir atrás dele. Nesse momento, pensei: ‘Certeza que é uma porta para a rua ou uma sala VIP ou outra zona da discoteca’. Ele abriu a porta e só quando entrei é que vi onde me estava me metendo. Vi que era um banheiro pequeno, minúsculo”, contou.

Já no banheiro da boate, a mulher contou com detalhes de como teria sido a relação forçada por Daniel Alves. Muito assustada na hora, ele disse que entrou em um estado de choque após ser jogada no chão.

“Ele levantou o meu vestido e me fez sentar em cima dele. Lembro de lhe dizer ‘Não posso, não posso, tenho de ir embora, não quero’, e ele começou a dizer muitas coisas. Depois, quando me jogou no chão, lembro de ficar em choque”, iniciou

“Não sabia o que fazer. Fiquei de joelhos diante dele. Nesse momento, vi uma tatuagem. Nesse momento, tive muito medo. Pensei: ‘Esse cara vai me machucar muito’. A cara, a tatuagem… Até o dia de hoje, são cenas de que me recordo muito”, finalizou a mulher.