Daniel Alves tem poder coringa e quer sair da prisão antes da Páscoa

Completando 13 meses de detenção na última terça-feira (20), Daniel Alves, dono de polêmica passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, enfim conheceu a decisão da Justiça da Espanha com relação ao seu caso. Acusado de agressão sexual a uma jovem em Barcelona, o brasileiro foi condenado a quatro anos e meio de prisão.

Mesmo com a decisão, a defesa de Daniel Alves tem razões para “comemorar”. Segundo o tradicional jornal La Vanguardia, os advogados do jogador já trabalham para que ele consiga liberdade até o fim de março, na Semana Santa. Tudo por considerarem que a pena imposta abre um cenário no qual o risco de fuga é mínimo.

Desde sua prisão em 20 de janeiro do ano passado, o ex-São Paulo teve cinco pedidos de liberdade condicional negados pela Justiça, que alegou o risco de fuga para o Brasil como principal razão para tanto. Como a pena imposta foi baixa, a defesa do jogador acredita que os argumentos caem e abrem uma nova possibilidade.

Antes do veredito, havia a expectativa de que Daniel Alves pegasse entre 9 e 12 anos, mas a juíza Isabel Delgado Pérez, da 21ª Seção da Audiência de Barcelona, considerou o pagamento de “multa” pelos danos causados à vítima como atenuante para amenizar a pena.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

São Paulo continuará pagando Daniel Alves

Na última quinta-feira (22) o agora ex-lateral enfim conheceu sua sentença por parte da Justiça do país europeu. Julgado no início do mês, Daniel foi condenado a quatro anos e meio em regime fechado. Mesmo assim, ele continuará recebendo uma verdadeira fortuna do São Paulo: R$ 450 mil por mês.

Em recente entrevista para a Folha de São Paulo, o presidente Julio Casares confirmou que continua arcando com o acordo firmado após a polêmica saída do lateral em setembro de 2021: “Na saída dele fizemos uma confissão de dívida e um acordo que baixou de R$ 50 milhões para R$ 25 milhões. Estamos pagando”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.