Daniel Alves tem mais uma perda impactante enquanto está na cadeia

No último sábado (27), o Paris Saint-Germain conquistou o Campeonato Francês pela 11ª vez na história, a 9ª desde que o clube foi adquirido pelo QSI, fundo de investimentos do Qatar, em 2011. Apesar de não terem alcançado o troféu da Champions League, principal objetivo da equipe há anos, a liga serviu de consolo para o argentino Lionel Messi.

Isto porque após vencer a Copa do Mundo de 2022 com a Argentina, ele acaba de se tornar o jogador de futebol com a maior quantidade de títulos na história, empatando os 41 troféus de Daniel Alves.

O brasileiro ainda se considera o maior vencedor, por colocar na conta o Mundial Sub-20, em 2003, além dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, atuando pela Seleção Brasileira, totalizando 43 conquistas ao todo. 

Entretanto, Messi também venceu ambos os títulos pela Argentina, em 2005, e 2008, respectivamente. 

O número que chama a atenção é que 23 troféus conquistados pelos dois jogadores foram vencidos enquanto atuavam juntos pelo Barcelona, período de maior glória da história do clube catalão.

Dentre eles estão três Liga dos Campeões e seis Campeonatos Espanhóis. Em 2009, o Barcelona alcançou um feito inigualável e venceu absolutamente todos os títulos que disputou no ano.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Messi deve passar o número de títulos de Daniel Alves

Apesar de estarem empatados,  Lionel Messi deve passar Daniel Alves com uma certa folga. Com futuro indefinido, mas provavelmente longe do PSG, o argentino continuará atuando como jogador profissional, logo que o lateral brasileiro não consegue, visto que está preso atualmente.

Messi está sendo especulado em clubes sauditas, além de um possível retorno ao Barcelona. Todavia, a situação não é fácil, já que o clube da Catalunha está afundado em dívidas, e terá que achar um meio para se encaixar no fair play financeiro.