Daniel Alves se manifesta sobre fugir após deixar a prisão

Condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual no último mês, o ex-lateral Daniel Alves, de 40 anos, voltou a ser notícia dentro da imprensa espanhola nesta terça-feira (19). Tudo graças a mais um pedido de liberdade provisória entregue a Justiça. Esta é a quinta vez que sua defesa tenta o artifício.

Participando da audiência por videoconferência, o brasileiro afirmou que confia na Justiça e que não irá fugir do país, principal motivo utilizado pelo Tribunal de Barcelona para não concordar com os pedidos anteriores. Caso fuja para o Brasil, Daniel não poderia ser extraditado, caso semelhante ao do ex-atacante Robinho.

Daniel Alves julgamento
Daniel Alves, no primeiro dia do julgamento do caso em que é acusado de estupro em Barcelona — Foto: Alberto Estévez/EFE

“Não vou fugir. Confio na Justiça e estarei sempre à sua disposição”, teria dito o ex-São Paulo segundo informações dos jornais “La Vanguardia”, “El Periodico” e “Sport”. A sessão, que teve a 21ª Seção do Tribunal de Justiça de Barcelona como palco, ocorreu com portas fechadas. O resultado será divulgado em alguns dias.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A acusação e a promotoria se opuseram ao pedido da defesa do jogador, alegando que o risco de fuga permanece “tanto pela nacionalidade brasileira quanto pela capacidade econômica”. Tendo cumprido já um quarto da pena designada, Daniel busca aguardar a decisão dos recursos do julgamento em liberdade.

Na Espanha, o limite máximo para uma prisão preventiva é de dois anos. O prazo também deve ser analisado no novo pedido de liberdade apresentado pela defesa. Segundo o La Vanguardia, o ex-lateral também pretende propor o pagamento de um depósito como garantia perante a Justiça de que não irá fugir.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.