Daniel Alves planeja entregar R$ 6 milhões para deixar a cadeia

PARIS, FRANCE - APRIL 27: Dani Alves of Paris Saint-Germain looks on after loosing the French Cup Final match against Stade Rennais at Stade de France on April 27, 2019 in Paris, France. (Photo by Aurelien Meunier - PSG/PSG via Getty Images)

Na última semana, Daniel Alves foi condenado a quato anos e meio por estupro contra uma mulher de 23 anos, crime cometido ainda no final de 2022, na boate Sutton, em Barcelona. Agora, a Fazenda da Espanha devolverá 1,2 milhão de euros (cerca de R$ 6,4 milhões na cotação atual), enquanto a defesa do atleta quer usar o montante para conseguir a sua liberdade provisória. A informação foi divulgada pelo jornal espanhol “La Vanguardia”.

O martelo foi batido pela 4ª sessão da Câmara Contencioso-Administrativa do Tribunal Nacional, relativo ao caso da disputa entre o brasileiro e o fisco espanhol. O caso em questão é  sobre a intermediação do empresário Joaquín Macanás, que teve papel importante na renovação do jogador com o Barcelona em 2013.

No início, as autoridades espanholas disseram que Daniel teria que ter declarado à Justiça os valores pelo serviço por conta dos impostos. Contudo, o lateral alegou que o montante foi cobrado sem ele saber. Os advogados de defesa disseram que a ação do agente foi realizada em prol do clube e não do atleta. Daniel acabou vencendo a disputa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda segundo o veículo citado anteriormente, Inés Guardiola, advogada que representa o jogador, quer utilizar esse montante como uma garantia de que ele não irá fugir para o Brasil em caso de liberdade provisória. Além disso, deixa claro que ele já teve seu passaporte entregue e tem uma moradia fixa na Espanha.

Vale destacar que Daniel teve diversos pedidos de liberdade provisória negados anteriormente pela Justiça da Espanha. As autoridades alegavam alto risco de fuga para o seu país natal, que não permite a extradição de condenados em outros países.

Para entrar de vez com o pedido de liberdade provisória, o fisco espanhol deve depositar o valor o mais rápido possível para o atleta.