Daniel Alves ganha poder coringa para deixar a prisão

Condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual pela Justiça da Espanha no último mês, o ex-lateral Daniel Alves, dono de conturbada passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, voltará a ser assunto na imprensa nesta terça-feira (19). Tudo graças a mais um pedido de liberdade provisória por parte do brasileiro.

Com cinco negativas desde sua prisão preventiva, em janeiro do ano passado, Daniel voltará a recorrer a possibilidade junto à Seção 21 do Tribunal de Justiça de Barcelona. A sessão que julgará a solicitação do ex-jogador contará com a presença de sua defesa, do Ministério Público espanhol e a defesa da vítima, uma mulher de 23 anos.

Daniel Alves 1
Daniel Alves no primeiro dia do seu julgamento em Barcelona — Foto: Jordi Borràs / AC

Segundo veículos de informação da Espanha, o resultado do pedido será divulgado apenas alguns dias depois. Preso no Centro Penitenciário de Brians II, localizado nos arredores de Barcelona, Daniel Alves não terá acesso a reunião graças a uma enorme crise carcerária, com greve e grandes protestos tomando conta do país.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Na última semana, a cozinheira Nuria López foi assassinada por um detento na prisão de Mas d’Enric, em Tarragona, e o fato desencadeou em uma greve de funcionários de prisões na Espanha. Por conta dos protestos, as atividades dos detentos de Brians II foram limitadas, o que fará com que Daniel Alves não acompanhe a ação.

Inicialmente, o ex-São Paulo veria a audiência que julgará sua possível liberdade provisória por meio de uma videoconferência. Sua defesa trabalha com o fato de que a possibilidade de fuga, alegada pela Justiça, caiu por terra com a baixa pena imposta. A parte denunciante, por exemplo, pedia sanção máxima de 12 anos de prisão.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.