Cria do São Paulo se diz torcedor do Flamengo

O último domingo (3) foi marcado por diversas despedidas no Campeonato Brasileiro. O Botafogo deu adeus ao título, e o Flamengo, antes da partida contra o Cuiabá, no Maracanã, homenageou dois jogadores que não seguirão no clube: Rodrigo Caio e Filipe Luis. O primeiro não terá seu contrato renovado, enquanto o segundo anunciou aposentadoria.

O zagueiro se transferiu ao Rubro-Negro no início de 2019, após diversos anos no São Paulo. Ele foi criado e formado nas categorias de base do Tricolor, e foi titular e peça importante por um bom tempo, até as críticas da torcida se tornarem insustentáveis.

Se tornou um grande ídolo do Flamengo, tendo conquistado a Libertadores da América (2019 e 2022), o Campeonato Brasileiro (2019 e 2020), Copa do Brasil (2022), além do estadual. Ele atuou em 151 partidas, marcando seis gols.

Em entrevista exclusiva ao Globo Esporte, o zagueiro comentou sobre sua trajetória no clube. Ele acreditava que jamais atuaria em outro clube brasileiro a não ser o São Paulo, mas que o ciclo se encerrou no Morumbi e o Flamengo abriu as portas para ele.

“Eu nunca imaginei jogar em outro clube no Brasil, que sairia do São Paulo e jogaria em outro clube. Todo mundo sabe que sempre fui são-paulino desde pequenininho e eu falava isso para minha família, que ia sair do São Paulo para ir para Europa e retornaria. Antes eu falava que nunca ia jogar em outro clube (que não o São Paulo), mas ali o ciclo tinha se encerrado e eu tinha que sair de lá. O Flamengo logo entrou em contato e eu senti no meu coração que tinha que ir, tinha que aceitar esse desafio. Construí a minha história aqui”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda na mesma entrevista, Rodrigo Caio comentou sobre sua relação atual com o São Paulo. Apesar de respeitar o clube que o revelou, ele garante que hoje é torcedor do Flamengo, assim como sua família.

“Por mais que eu tenha o carinho e o respeito ao São Paulo, hoje eu vejo o Rodrigo Caio do Flamengo. A história que eu construí aqui vai ficar eternizada no meu coração e na minha memória. Meus filhos são flamenguistas. O Bernardo ama ir ao estádio e ficar cantando ‘Mengo! Mengo!’. Minha esposa, meus pais, e eu. O amor que eu tenho pelo Flamengo é imenso. Hoje eu sou flamenguista”, finalizou.