Crespo está atrapalhando decisão do São Paulo

Com a ida de Dorival Júnior à Seleção Brasileira, o São Paulo iniciou sua corrida contra o tempo para anunciar um substituto à altura. A missão não será fácil, já que o técnico brasileiro conquistou a primeira e única Copa do Brasil na história do SPFC, e vinha atuando fortemente na montagem de elenco e planejamento para 2024.

A diretoria são-paulina analisou diversos nomes no mercado da bola, incluindo brasileiros e estrangeiros. A prioridade é na contratação de alguém que tenha noção do futebol sul-americano e também do brasileiro.

As primeiras opções do Tricolor eram Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza, e também de Pedro Caixinha, do Red Bull Bragantino. Contudo, ambos rejeitaram a abordagem do SPFC nos últimos dias, forçando o clube paulista a buscar um plano B.

Um dos favoritos a assumir o comando técnico do São Paulo é o argentino Luis Zubeldía, recém-coroado campeão da Copa Sul-Americana com a LDU de Quito. Apesar de ser um bom nome, a diretoria teme a falta de conhecimento do calendário do futebol brasileiro, segundo informações divulgadas pelo jornalista Paulo Vinícius Coelho.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A cúpula teme que aconteça o mesmo com Hernán Crespo, contratado em 2021. Na ocasião, o também argentino não tinha dimensão do desgaste causado pelos jogos em sequência no país, resultando em um desgaste físico elevado do elenco.

“Este fator pode ser decisivo, pela comparação e pelo receio de repetir erros de Hernán Crespo, há três anos. Campeão paulista de 2021 pelo Tricolor, Crespo não conseguiu repetir o sucesso e perdeu seu grupo fisicamente, por não compreender a dificuldade de viajar e jogar a cada três dias”, escreveu PVC, em sua coluna no UOL.