Correndo risco de rebaixamento, Corinthians leva NÃO de dirigente tricolor

Vivendo um período turbulento, o Corinthians tentou a contratação do CEO do Fortaleza, Marcelo Paz, para ocupar o mesmo cargo no Alvinegro. O convite foi feito pelo presidente Augusto Melo. Entretanto, o dirigente do Leão do Pici acabou recusando a oferta, como confirmado através de suas redes sociais. “Entendo que ainda há muito para fazer pelo Tricolor e por isso comunico minha permanência no cargo de CEO do Fortaleza EC SAF”, disse o cartola.

Marcelo Paz acredita que seu trabalho ainda não acabou no clube nordestino. Ele acredita no crescimento ainda maior do Fortaleza no âmbito esportivo, algo que garantiu no ano passado após a transformação  da estrutura política do clube em uma SAF (Sociedade Anônima do Futebol). Junto a isso, ele também cita sua ótima relação com a torcida. 

“Comuniquei a decisão primeiramente ao presidente Augusto Melo, em sintonia com a clareza e transparência que sempre defendo”, escreve Marcelo. Vale lembrar que o Fortaleza foi finalista da Copa Sul-Americana do ano passado, perdendo para a LDU nos pênaltis.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Corinthians tenta acalmar o ambiente tumultuado

Enquanto isso, o Corinthians vive uma das situações mais preocupantes do clube nos últimos anos. Teve o contrato com a Vaidebet encerrado. A antiga patrocinadora master do Alvinegro rescindiu o vínculo após denúncias de suposto repasse de dinheiro a uma empresa “laranja”

Na semana passada, Rozallah Santoro, diretor financeiro, e Fernando Alba, diretor-adjunto de futebol, foram desligados de seus cargos por opção dos próprios profissionais, que pediram para sair. Além deles, o antigo diretor de futebol, Rubens Gomes, o diretor jurídico Yun Ki Lee e o superintendente de marketing Sérgio Moura, também se desligaram.