Corinthians empatou com o Grêmio e foi rebaixado

Histórico rival do São Paulo, o Corinthians parece viver uma crise sem fim. Chegando a mais uma temporada sem títulos, a quarta consecutiva, o clube do Parque São Jorge ainda corre sérios riscos de rebaixamento dentro do Campeonato Brasileiro após a histórica goleada sofrida por 5 a 1 frente ao Bahia na última sexta-feira (24)

Com 44 pontos conquistados, o time comandado por Mano Menezes pode terminar a 36ª rodada do Brasileirão no grupo dos quatro piores colocados caso perca para o Vasco nesta terça-feira (28) e Santos e Bahia vençam, respectivamente, Fluminense e São Paulo. Um filme que já provocou muito choro dentro do clube.

Há 16 anos, o Corinthians conhecia o seu primeiro e até aqui único rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro ao empatar por 1 a 1 com o Grêmio na última rodada da edição de 2007. Encerrando a competição com os mesmos 44 pontos que tem hoje, o Alvinegro ficou atrás de Goiás, dono de 45 pontos, e Náutico, com 49.

Do outro lado da tabela, o São Paulo conquistava o seu quinto título nacional ao encerrar o torneio com incríveis 77 pontos conquistados. No ano seguinte, Muricy Ramalho e companhia voltariam a levantar a taça, enquanto o Corinthians vencia a Série B e conquistava o acesso para a elite do país após um ano para lá de amargo em sua história.

Corinthians tem 9% de chances de queda

Segundo cálculos apresentados pela Faculdade de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Corinthians apresenta 9% de chances de conhecer mais um rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. O número aumentou consideravelmente após a vitória do Cruzeiro sobre o Goiás nesta segunda-feira (27).

Com América-MG e Coritiba já rebaixados, a luta contra a degola ainda conta com Goiás (99,8%), Bahia (38,5%), Vasco da Gama (30,1%), Santos (12,7%), Cruzeiro (6,9%) e Fortaleza (2,6%). Internacional, com 0,39%, e São Paulo, com 0,06%, estão praticamente livres.

Histórico rival do São Paulo, o Corinthians parece viver uma crise sem fim. Chegando a mais uma temporada sem títulos, a quarta consecutiva, o clube do Parque São Jorge ainda corre sérios riscos de rebaixamento dentro do Campeonato Brasileiro após a histórica goleada sofrida por 5 a 1 frente ao Bahia na última sexta-feira (24)

Com 44 pontos conquistados, o time comandado por Mano Menezes pode terminar a 36ª rodada do Brasileirão no grupo dos quatro piores colocados caso perca para o Vasco nesta terça-feira (28) e Santos e Bahia vençam, respectivamente, Fluminense e São Paulo. Um filme que já provocou muito choro dentro do clube.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Há 16 anos, o Corinthians conhecia o seu primeiro e até aqui único rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro ao empatar por 1 a 1 com o Grêmio na última rodada da edição de 2007. Encerrando a competição com os mesmos 44 pontos que tem hoje, o Alvinegro ficou atrás de Goiás, dono de 45 pontos, e Náutico, com 49.

Do outro lado da tabela, o São Paulo conquistava o seu quinto título nacional ao encerrar o torneio com incríveis 77 pontos conquistados. No ano seguinte, Muricy Ramalho e companhia voltariam a levantar a taça, enquanto o Corinthians vencia a Série B e conquistava o acesso para a elite do país após um ano para lá de amargo em sua história.

Corinthians tem 9% de chances de queda

Segundo cálculos apresentados pela Faculdade de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Corinthians apresenta 9% de chances de conhecer mais um rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. O número aumentou consideravelmente após a vitória do Cruzeiro sobre o Goiás nesta segunda-feira (27).

Com América-MG e Coritiba já rebaixados, a luta contra a degola ainda conta com Goiás (99,8%), Bahia (38,5%), Vasco da Gama (30,1%), Santos (12,7%), Cruzeiro (6,9%) e Fortaleza (2,6%). Internacional, com 0,39%, e São Paulo, com 0,06%, estão praticamente livres.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.