Corinthians achou que tinha dado chapéu no São Paulo e agora tem bomba em mãos


São Paulo e Corinthians disputaram a vaga na semifinal da Copa do Brasil nesta temporada. Apesar de ter perdido por 2 a 1 em Itaquera, venceu por 2 a 0 no Morumbi e se classificou à decisão. Posteriormente, saiu com o título ao bater o Flamengo. A final.

Contudo, os rivais também disputaram fora de campo. Falando sobre o mercado da bola, ambos estavam interessados na contratação do meia Matías Rojas, que defendia o Racing e era uma das estrelas do futebol argentino.

Junto a Botafogo e Palmeiras, o Tricolor foi um dos clubes que demonstraram interesse no paraguaio. Contudo, de acordo com informações divulgadas pelo jornalista Jorge Nicola na época, o SPFC desistiu do atleta após a pedida salarial do mesmo. Para defender o Tricolor do Morumbi, pediu cerca de R$ 800 mil, algo acima do teto orçamentário do clube. Ele recebia aproximadamente R$ 200 mil no Racing.

Visando um chapéu nos rivais, o Corinthians aceitou pagar a pedida de Rojas, e desembolsa uma quantia milionária por mês. Porém, o rendimento do jogador vem deixando a desejar. Não era titular com Vanderlei Luxemburgo, e também não foi incluído nos onze iniciais sob o comando de Mano Menezes, que assumiu na reta final da temporada. Em 20 partidas disputadas, não marcou nenhum gol e distribuiu somente duas assistências. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Rojas está de saída do Corinthians, aponta jornalista

De acordo com o jornalista Samir Carvalho, a paciência da diretoria corintiana acabou com Rojas. O clube deseja negociá-lo nesta janela de transferências de janeiro e aguarda ofertas nas próximas semanas.

Ainda segundo o jornalista, o desempenho dentro de campo não corresponde ao que o clube desembolsa mensalmente nos vencimentos do atleta. Foram gastos cerca de R$ 8 milhões apenas pela sua contratação, fora seu salário de R$ 1 milhão por mês.