Contra o Coxa, São Paulo encara juiz que prejudicou o clube em 2020

0

Nessa quinta feira (9), o São Paulo enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira. A partida valida pela 10° rodada do Brasileirão terá no comando de arbitragem um nome conhecido e não tão querido pelo Tricolor, Wagner do Nascimento Magalhães.

Para quem não se lembra pelo nome, deve se lembrar de um ato polêmico do juiz que prejudicou a equipe do Morumbi.

Em 2020, também em confronto pelo Brasileirão, o Tricolor visitou o Ceará no Castelão e saiu com o empate em 1 a 1. No entanto, poderia ter sido 2 a 1 para a equipe do então técnico Fernando Diniz na época.

Isso porque, o atacante Pablo marcou o gol que deu a vantagem ao São Paulo no placar, porém, estava em posição de impedimento.

Mas, mesmo com a infração, Wagner do Magalhães deu o gol e reiniciou a partida. Porém assim que a bola rolou, pausou o jogo novamente e anulou o gol.

A atitude gerou revolta dos jogadores em campo e da comissão técnica. Até porque mesmo que Pablo estivesse impedido, o juiz não poderia voltar atrás depois de apitar pra bola rolar.

São Paulo foi na justiça contra o juiz

A decisão equivocada do árbitro tirou 2 pontos importantes para o São Paulo naquela altura da temporada.

O Tricolor inclusive chegou a ameaçar um processo de anulação da partida por interferência clara do juiz. No entanto, o caso não foi para a frente.

Na época, a CBF admitiu o erro cometido por Wagner Magalhães, publicando em nota a decisão errônea.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -