Conmebol faz pedido para a FIFA escolher o Brasil

Recentemente, a  Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) enviou um pedido oficial à Fifa pedindo que a Copa do Mundo Feminina, marcada para o ano de 2027, seja realizada no Brasil. A reunião ocorreu entre Alejandro Domínguez, presidente da entidade da América do Sul, com Gianni Infantino, mandatário da outra organização. Seria algo inédito para o continente. 

“Não poderia deixar de fazer esse apelo: a Copa do Mundo Feminina de 2027 deve ser disputada pela primeira vez na história na América do Sul”, disse Domínguez, durante evento no Paraguai, nesta quinta-feira (11). 

Enquanto as reuniões vão tomando lugar, a decisão oficial do local sede do Mundial será divulgada no dia 17 de maio, em um evento que será realizado na Tailândia. Ao todo, 211 países serão responsáveis pela escolha. 

Apesar do Brasil ter boas chances de receber o evento, não é o único país na corrida. O trio Alemanha, Bélgica e Holanda aparecem como favoritos, assim como a dupla formada entre Canadá e Estados Unidos, dois dos três países que receberão a Copa Masculina de 2026, junto ao México.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O ponto a ser considerado pela Fifa é o fator inédito, já que nunca, em toda a história do futebol feminno, houve uma Copa do Mundo realizada em território sul-americano. Logo, tanto o Brasil quanto os “vizinhos” sairiam ganhando.

Brasil recebeu Mundial em 2014

Em contrapartida, falando do futebol masculuni, o Brasil foi país-sede da Copa do Mundo de 2014. O torneio foi considerado um sucesso, a não ser pelo fatídico resultado da Seleção Brasileira, que foi eliminada na semifinal contra a Alemanha, perdendo de 7 a 1, no Mineirão, em Belo Horizonte.