Confirmado: Daniel Alves terá maratona de 3 dias

Dono de turbulenta passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, o lateral-direito Daniel Alves, hoje com 40 anos, enfim conheceu as datas de seu julgamento na Espanha. Completando um ano de prisão no último dia 20 de janeiro, o brasileiro é acusado de ter estuprado uma mulher em uma boate em Barcelona.

A Audiência de Barcelona confirmou que o julgamento de Daniel Alves ocorrerá entre 5 e 7 de fevereiro em um tribunal da cidade. Anteriormente, a imprensa espanhola já havia noticiado tais datas. Ao todo, 28 pessoas além do ex-São Paulo irão dar depoimentos que farão o jogador ser condenado ou não no país europeu.

Todas as testemunhas do caso estavam na boate de Barcelona na noite em que o suposto estupro ocorreu, em 30 de dezembro de 2022. O grupo de 28 depoentes foi indicado para participar do julgamento tanto pela defesa quanto pela acusação. O Ministério Público espanhol pede nove anos de prisão ao brasileiro.

Do outro lado da “batalha”, a suposta vítima, uma jovem espanhola de 24 anos, não deverá ir ao julgamento, já que a Justiça determinou que sua identidade seja preservada. A acusação pede uma sentença maior, de 12 anos de prisão. Até o veredito, Daniel Alves permanecerá em prisão preventiva, segundo a decisão atual da Justiça.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mãe de Daniel Alves será investigada

Completando um ano de detenção no Centro Penitenciário de Brians II, Daniel Alves pode ver um outro membro de sua família responder na Justiça. Segundo o site Antagonista, a União Brasileira de Mulheres (UBM) solicitou ao Ministério Público Federal (MPF) a abertura de uma investigação criminal contra a sua mãe.

Tudo graças a ação de Maria Lúcia Alves nas redes sociais nas últimas semanas. De acordo com a entidade, Dona Lúcia teria cometido o crime de violência psicológica contra a mulher, conforme previsto no artigo 147-B do Código Penal Brasileiro. Segundo informações do Balanço Geral, ela teria exposto o nome e a foto da suposta vítima.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.